Área 51, o que este lugar esconde?


Muitos mistérios rondam a área 51 que até hoje as pessoas pensam que o lugar não é só usado para construção de aeronaves. Os fanáticos por ufologia dizem que o local esconde naves alienígenas e, também escondem os corpos deles para fazer experiências e outras coisas. Confira abaixo a matéria sobre a área 51:

A área 51 é uma Base Militar do exercito dos Estados Unidos, sua localização é de aproximadamente 130 quilômetros a noroeste de Las Vegas, Nevada.

O principal objetivo da base é publicamente desconhecida: com base nas evidências históricas, ela é usada para a construção de aeronaves experimentais e sistemas de armas. Com a grande proteção do local, faz com que as pessoas suspeitem de que o lugar não é usado só para isso, que acabam surgindo teorias de que estão escondendo objetos voadores não identificados.

A área 51 começou como um centro de testes para aeronaves espiãs U-2, uma aeronave que foi construída depois da Segunda Guerra Mundial, para vigiar a União soviética. Em 1950, a marinha e a força aérea se juntaram para enviar aeronaves de baixa altitude para missões de reconhecimento de território da União Soviética.

Para executar seus projetos secretos de criação e testes dessa naves, eles precisavam encontrar uma localização remota e secreta. Eles escolheram um local no deserto em nevada, perto de um lago seco, chamado de Groom Loke.


Robert Lazar

A área 51 era só uma teoria dos ufologistas até o final na década de 1980. Depois de um tempo, surgiu um homem chamado de Robert Lazar que foi até a mídia dizendo que era um ex-funcionário da base militar. Em 1989, Lazar afirmou que trabalhou no setor chamado de S-4, que fica localizada no sul que é a principal parte da área 51. Ele disse que o motivo foi de ter sido descoberto de como ele vazava as informações para os seus amigos onde era o melhores locais para observar os voos de testes de naves movidas com tecnologia alienígena, uma tecnologia que ele trabalhou para tentar replicar.


Um poderoso combustível intergaláctico chamado Unupêntio
Todos os escritores de ficção cientifica, sempre colocam aquelas informações vagamente científicas.

Em todas entrevistas que Robert Lazar dava para rádio e TV ele sempre falava sobre o combustível unupêntio, um elemento químico transurânico e radioativo ( De número atômico 115), que só pode ser obtido de forma sintética até hoje.

De acordo com o teorista, o unupêntio era uma fonte muito importante que era usada para a propulsão de espaçonaves alienígenas desmantelada pelo governo do Estados Unidos. Lazar afirmava que a tecnologia que consistia no bombardeamento de material com partículas, que acabava amplificando a força nuclear, que acabava criando uma distorção no campo gravitacional.

Sendo assim, as naves com formatos de disco poderiam alterar a dramaticamente a sua relação com o espaço circundante, fazendo com que a distância percorrida seja mais curta, de acordo com um destino mapeado.

Lazar afirmava que o estoque desse material poderoso era um presente de uma civilização extraterrestre para os povos da terra, para usarem em seu próprios veículos.

O elemento 115 realmente existe, porém...

Imagem: Reprodução/Wikimédia Commons

Em 2004 uma equipe de cientistas americanos e russos confirmaram a existência do unupêntio, quando o grupo conseguiu produzir um isótopo instável do elemento 115.  

Com base na teoria de lazar, um critico disse que o isótopo só conseguia durar alguns segundos e não anos, como lazar afirmava durar.

Logo depois do critico ter dito isso, lazar veio com outro argumento dizendo que o unupêntio das aeronaves da área 51 era composto com formações estelares distantes. Tornando o unupêntio mais estável do que por meio convencionais.

E lazar ainda não parou de falar. Ele disse que o 115 ainda será usado por nós como um combustível em um futuro bem próximo.

Como o tempo ia passando, as pessoas começaram a deixar de acreditar em lazar com suas revelações sobre a área 51 e de suas experiências ultrassecretas. Isso foi constatado de que ao invés de ele ter um grau repeitado no MIT, a sua colocação era de antepenúltimo em sua escola secundária.

E também o próprio EUA tornou publico a existência da área 51.

Mesmo assim, depois de muitas teorias da conspirações, será muito difícil das pessoas deixarem acreditar de que pode ter algo a mais na Área 51.

Fonte: Mega Curioso 
Copyright © Isto é Curioso . Designed by OddThemes