Chernobyl: o maior desastre nuclear da história


O desastre de Chernobyl ocorreu na madrugada de 26 de abril de 1986 quando operadores realizavam testes no reator 4.

O acidente de chernobyl foi considerado o maior acidente nuclear de todos os tempos deixando milhares de mortos. Ocorrido na Usina V.I, Lenin, na cidade de Pripyat, Ucrânia.


Qual foi a causa da ruína de chernobyl?

O acidente aconteceu tanto por falhas no projeto quanto no descumprimento das regras. Na madrugada de 26 de abril de 1986, operadores realizavam um testes para saber quanto tempo as turbinas giravam após uma queda inesperada de energia.

Foram desligados o desativamento automático do reator e quatro das oito bombas de água de refrigeração. Logo depois o reator começou a ficar em estado crítico, a reação nuclear já apresentava um alto risco , e a produção de energia passava sua potência normal.

Na tentativa de diminuir a instabilidade, operadores decidiram usar o gás xenônio para absorver os nêutrons emitidos pela fissão nuclear, mas acabou não dando certo. Na segunda tentativa de controlar a emissão de nêutrons, eles inseriram manualmente as hastes com o elemento boro, quando inseridas, as hastes expulsaram um grande volume de água do reator, e a água que sobrou superaqueceu e evaporou, e se expandiu violentamente.

A água gerou uma pressão tão grande que foi capaz de jogar o teto de mil toneladas para o ar. Com o reator exposto, o vapor espalhou produtos radioativos para a atmosfera, como iodo-131, césio 137 e estrôncio-90.

Na segunda explosão foi jogado fragmentos de grafite aquecido. E com o alto aquecimento o núcleo do reator acabou derretendo e se tornando fogoso, que depois deu início a um incêndio. Com isso, formou-se uma grande nuvem de gás contaminado para a atmosfera.

Com o reator 4 destruído pela metade, devido a segunda explosão, a missão agora era tentar abaixar a temperatura do reator e diminuir a emissão de radiação. Foram jogados cerca de 300 toneladas de água, também contou com ajuda de helicópteros que despejou 5 mil toneladas de boro, dolomita, areia, argila e chumbo para diminuir a emissão de partículas radioativas.

Mas só depois de 36 horas do desastre, os 50 mil habitantes de pripyat foi evacuado em 1200 ônibus que foram enviados pelo governo soviético. 

Logo depois da evacuação das pessoas, começaram a isolar locais que apresentavam um alto nível de radioatividade, tudo em um raio de 30 km de distância de chernobyl.

Entre junho e novembro de 1986 foi criado um sarcófago para conter a radiação de materiais radioativos. 

Em 2016 foi construído um novo sarcófago, pelo governo Ucraniano, sobre o reator 4 capaz de suportar um terremoto de baixa magnitude. Foram usados 7.300 toneladas de metal 1000 metros cúbicos de cimento. A construção do novo sarcófago custou mais de 2 bilhões de euros.


Copyright © Isto é Curioso . Designed by OddThemes