Post Top Ad

Universo

Curiosidades do Mundo

Post Top Ad


Alguns de nós já pensamos que em um certo dia pode acontecer um evento catastrófico capaz de extinguir toda a vida na terra. Como a extinção em larga escala dos dinossauros que foi causado por um meteoro, uma destruição que deixou marcas até os tempos atuais. 

A cada evento de extinção em massa que acontece, sempre surge uma nova espécie de ser vivo dominante. 

Em um estudo publicado na revista Science Advances revelou como aconteceu o evento de extinção em massa de 233 milhões de anos atrás, o responsável pelo inicio da era dos dinossauros. Chamado de Episódio Pluvial Carnian, os arqueólogos aponta que a destruição foi causado por erupções vulcânicas na província de Wrangellia, no oeste do Canadá, espalhando plumas de basalto vulcânico e formou a costa Oeste da América do Norte.

catástrofe levou dezenas de plantas e animais à extinção. Os vegetais que sobreviveram foi o suficiente para alimentar os répteis mamíferos herbívoros sobreviventes, abrindo espaço para novas espécies.

“Agora sabemos que os dinossauros se originaram cerca de 20 milhões de anos antes desse evento, mas permaneceram bastante raros e sem importância até o episódio do Pluvial Carnian. Foram as condições áridas repentinas após o episódio úmido que deram aos dinossauros sua chance. ", disse Mike Benton, um dos principais autores do estudo.

O estudo contou com uma equipe de 17 pesquisadores liderada por Jacopo Dal Corso, foram revisados registros de evidências geológicas e paleontológicas desse período. Eles combinaram assinaturas geoquímicas que indicam sinais de erupções vulcânicas, assim ele conseguiram montar um quebra cabeça e descobriram como os dinossauros começaram a dominar a terra. 

Com o aumento do aquecimento e das chuvas ocorrendo no período de 1 milhão de anos acabou   acabou levando à uma grande perda de biodiversidade tanto na terra quanto nos oceanos, deixando vários lugares vazios e dando espaço para novas espécies.

Além dos dinossauros, começaram a surgir novas espécies de plantas e animais, surgindo também tartarugas, crocodilos, lagartos e os primeiro mamíferos.

"Até agora, os paleontólogos identificaram cinco 'grandes' extinções em massa nos últimos 500 milhões de anos de história da vida", disse Dal Corso. “Cada um deles teve um efeito profundo na evolução da Terra e da vida. Identificamos outro grande evento de extinção e, evidentemente, teve um papel importante em ajudar a redefinir a vida na terra e nos oceanos, marcando as origens do moderno ecossistemas. "

Fonte: Iflscience

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad