Post Top Ad

Universo

Curiosidades do Mundo

Post Top Ad

Imagem/PNAS


Um período da humanidade marcada por homens das cavernas e animais colossal, a pré-história foi  um momento em que tudo era desconhecido para o homem. A arte foi a principal fonte para manter o contato com esse período, graças as pinturas rupestres sabemos o dia a dia dos nosso ancestrais. 
 
Atualmente uma pesquisa feita pela University of Central Lancashire no Reino Unido em parceria com cientistas americanos descobriram que povos indígenas pré- histórico utilizavam alucinógenos para criar as pinturas rupestres. De acordo com a revista PNAS na qual foi publicada a pesquisa, relata que os pesquisadores encontram durante uma escavação em uma caverna na Califórnia, vestígios de uma pintura que lembrava as flores da Datura wrightii, uma planta alucinógena histórica que era frequentemente usada em cerimônias, rituais e iniciações de adolescentes. 


A planta que contém essa substancia psicodélica era sua de varias forma, sendo as principais delas em formato de bebidas ou pequenos maços que eram mastigadas liberando a toxina. A partir dessa pesquisa, os estudioso reforçam a conexão de que o uso de alucinógenos teve uma pequena influência na criação de pinturas rupestres, e a imagem encontrada na caverna em que demonstra não ser apenas o efeito do transe mas sim a própria planta Datura wrightii. 

Os pesquisadores também sugerem que o local onde encontram a arte-pré-história era uma espécie de comunidade, em que pessoas se encontravam para caçar, coletar, preparar comida dentre outras tarefas do cotidiano dos homens das cavernas que é possível saber pela arte rupestre.

';

Post Top Ad