Post Top Ad

Universo

Curiosidades do Mundo

Post Top Ad

Pesquisadores conseguiram descobrir a origem das pedras de Stonehenge
Imagem de Simons41 por Pixabay

Pesquisadores conseguiram descobrir a origem das gigantes pedras de Stonehenge graças a um núcleo que foi devolvido depois de 60 anos. O grande monumento fica localizado no condado de Wiltshire, no Reino Unido.

Primeiro foi descoberto que as pequenas pedras azuis do monumento vieram das colinas de Preseli, no país de Gales. Mas o maior mistério foi descobrir de onde vieram as gigantes pedras verticais de Sarsens, ficando décadas sem saber sua origem. 

Os Sarsens são 15 rochas que ficam no centro do monumento com 7 metros de altura. 

Com o núcleo que foi devolvido, que possui 1 metro, pesquisadores realizaram um teste combinado com um estudo geoquímico já feito dos Sarsens que pertencem ao Stonehenge. Foi descoberto que a maioria das pedras vieram de origens diferentes que fica a 25 quilômetros, próximo a cidade de Marlborough.

Mas essa descoberta só aconteceu graças ao Robert Philips, de 89 anos, que devolveu o núcleo que faltava depois de 60 anos. A pedra foi tirada durante um escavação que foi realizada em 1958.

Para descobrir a origem, foi realizado testes de fluorecência de raios-X no núcleo de 1 metro junto com as rochas gigantes do monumento. Após o teste, foi descoberto que o núcleo tem composições químicas semelhantes aos Sarsens de Marlborough e Wiltshire.

"Ser capaz de identifica a área que os construtores de Stonehenge usavam para obter seus materiais por volta de 2.500 a.C é uma verdadeira emoção", disse Greaney "Eles queriam as pedras maiores e mais substanciais que pudessem encontrar e fazia sentido tirá-las o mais próximo possível", completou.

Fonte: BBC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad